I Encontro de Pesquisadores do Frevo

APRESENTAÇÃO | PROGRAMAÇÃO | CRONOGRAMA E PRAZOS | NORMAS GERAIS | NORMAS PARA APRESENTAÇÃO | INSCRIÇÃO | COMISSÃO ORGANIZADORA | CENTRO DE DOCUMENTAÇÃO E MEMÓRIA | TRABALHOS SELECIONADOS | CONTATOS | FOTOS EDIÇÃO 2014

RESUMO DO I ENCONTRO DE PESQUISADORES

Entre os dias 26 e 28 de novembro de 2014, no Paço do Frevo, Recife – PE. O evento teve o objetivo de provocar um amplo debate sobre a importância do frevo e da sua complexidade quanto aos aspectos estéticos, performáticos, simbólicos, históricos, econômicos, territoriais ao longo do tempo e na contemporaneidade.

O tema “Estimulando Diálogos e Articulando saberes”, além disto, teve como propósito reunir pesquisadores das mais diversas áreas para construir diálogos sobre o frevo e temas correlatos, a partir de múltiplas perspectivas, seja por meio de um viés acadêmico, com base na história, sociologia, antropologia, artes cênicas, música ou áreas afins; seja a partir da prática profissional de quem mantém uma forte relação com este bem cultural, através da música, da dança e da gestão das agremiações carnavalescas; seja a partir das vivências e saberes tradicionais acumulados ao longo das trajetórias de vida das pessoas diretamente envolvidas com o seu universo.

O termo “pesquisador” aqui, portanto, ganhou uma acepção mais ampliada, incluindo não apenas os estudiosos do mundo acadêmico, mas profissionais de diversos campos e detentores de tradições, que procuram valorizar memórias, sistematizar conhecimentos, consolidar saberes, realizar experimentos, renovar ideias, apontar caminhos, ou propor alternativas para a salvaguarda do frevo. Tomando como princípios o valor e riqueza da interlocução e da polifonia, assim como reconhecendo e respeitando suas particularidades, o evento procurou construir pontes entre esses diferentes atores sociais e estimular a troca não hierárquica de suas múltiplas experiências de vida e visões de mundo. Deste modo, o “I Encontro de Pesquisadores do Frevo: Estimulando Diálogos e Articulando Saberes” buscou contribuir para revelar uma rica produção de conhecimento como resultado dessas conexões.

APRESENTAÇÃO

Desde que foi registrado em 2007, como Patrimônio Imaterial do Brasil pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN, e inscrito em 2012, na Lista Representativa do Patrimônio Imaterial da Humanidade pela UNESCO, o frevo vem se consolidando como uma referência cultural importante, junto às instituições patrimoniais do Brasil e aos organismos internacionais.

O reconhecimento público acerca de seu valor para o povo brasileiro e, em especial, para o pernambucano, entretanto, remete a um período bem anterior de nossa história. Sua relação com as diferentes formas de celebração do Carnaval, com a articulação de diversos agrupamentos sociais, com a formação e renovação da música brasileira, com as danças populares, com as diversas formas de expressão da religiosidade, com lugares e territórios de inúmeras cidades, com a identidade cultural, a vida e o imaginário de milhares de músicos, compositores, passistas, dirigentes e integrantes de agremiações, foliões ou simplesmente amantes do frevo, sem dúvida contribuíram para isto.

Não por acaso, cronistas, estudiosos e pesquisadores vêm procurando descrever e compreender o universo do Frevo ao longo de décadas, sob diferentes perspectivas, e se debruçando sob a complexidade de elementos que lhes estão associados ao longo do tempo.  O frevo, sem dúvida, tem sido um tema importante! Em alguns períodos, como se sabe, estas produções tinham como objetivo buscar meios de controlar a sua efervescência e o potencial catártico de violência e rebeldia que lhes são inerentes, em outros, procurava-se valorizar e entender a riqueza e a diversidade de elementos de seu universo.

A estas crônicas, estudos e pesquisas somam-se outras mais recentes, que procuram aprofundar determinadas questões, problematizar conceitos e compreensões de autores clássicos, entender as práticas e os sentidos do Frevo no contexto atual e analisar os efeitos práticos das ações e políticas mais recentes de patrimonialização.

Neste sentido, o Paço do Frevo, através da Gerência de Conteúdo, do Núcleo de Pesquisa e Documentação e do Centro de Documentação e Memória Maestro Guerra Peixe, irá promover entre os dias 26 a 28 de novembro de 2014 o “I Encontro de Pesquisadores do Frevo: Estimulando Diálogos e Articulando Saberes”, com o objetivo de provocar um amplo debate sobre a importância deste bem cultural e da sua complexidade quanto aos aspectos estéticos, performáticos, simbólicos, históricos, econômicos, territoriais ao longo do tempo e na contemporaneidade. A ação conta com o apoio da Empresa de Turismo de Pernambuco – EMPETUR.

O tema do evento “Estimulando Diálogos e Articulando saberes”, além disto, objetiva reunir pesquisadores das mais diversas áreas para construir diálogos sobre o frevo e temas correlatos, a partir de múltiplas perspectivas, seja por meio de um viés acadêmico, com base na história, sociologia, antropologia, artes cênicas, música ou áreas afins; seja a partir da prática profissional de quem mantém uma forte relação com este bem cultural, através da música, da dança e da gestão das agremiações carnavalescas; seja a partir das vivências e saberes tradicionais acumulados ao longo das trajetórias de vida das pessoas diretamente envolvidas com o seu universo.

O termo “pesquisador” aqui, portanto, ganha uma acepção mais ampliada, incluindo não apenas os estudiosos do mundo acadêmico, mas profissionais de diversos campos e detentores de tradições, que procuram valorizar memórias, sistematizar conhecimentos, consolidar saberes, realizar experimentos, renovar ideias, apontar caminhos, ou propor alternativas para a salvaguarda do frevo. Tomando como princípios o valor e riqueza da interlocução e da polifonia, assim como reconhecendo e respeitando suas particularidades, o evento procura construir pontes entre esses diferentes atores sociais e estimular a troca não hierárquica de suas múltiplas experiências de vida e visões de mundo. Deste modo, o “I Encontro de Pesquisadores do Frevo: Estimulando Diálogos e Articulando Saberes” deverá contribuir para revelar uma rica produção de conhecimento como resultado dessas conexões.